Vantagens e desvantagens da relação comercial entre casais

Como fazer com que a relação comercial entre casais seja harmoniosa e atinja os resultados esperados.

Amor & Business
Amor & Business

Quando a parceria extrapola o casamento e invade os negócios, o que fazer? Como conciliar a vida pessoal com a profissional junta e ao mesmo tempo saber separá-la? Nesse novo artigo sobre empreendedorismo, que é muito mais sobre comportamento e relações humanas, exploramos o processo de um casal de empreendedores, que convive com a rotina de trabalhar e viver juntos.

Mas como será que funciona esta troca e quais as vantagens e desvantagens de viver essa experiência? Por exemplo, a troca pode ter uma dinâmica diferente se a relação comercial do casal acontecer em home office ou em um escritório fora de casa, e em ambas as situações existem vantagens e desvantagens.

No modelo home office fica muito mais evidente que a relação comercial vai fazer parte (pequena ou grande) da relação do casal; as pessoas se fundem e acabam fatalmente misturando um pouco de cada coisa nas duas relações, casamento e sociedade, principalmente porque o principal símbolo da vida do casal, a “casa” ou o “lar”, está envolvido nas duas relações.

Já no escritório fora de casa, o casal geralmente pode criar uma “métrica” diferente para cada uma das partes, o que fica até mais simples de levar, mas não significa que não tenham suas peculiaridades e dificuldades também.

Como lidar, então, com essa situação sem atrapalhar a relação do casal e do negócio? Para Fabiana Batista, diretora de criação da #opend – agência de branding [estratégia e design], ao iniciar uma relação comercial é fundamental estabelecer as regras e testar os modelos, até encontrar um formato que seja bom para o casal. Fabiana é sócia do marido, Ivan Alatxeve, que fundaram a #opend há mais de sete anos, sendo que por cinco anos a agência funcionou em home office e agora estão em escritório fora de casa.

“Crie as regras, faça testes, avalie formatos e vivencie-os para ver se funciona, isso é fundamental. Algumas relações comerciais não dão certo porque as regras do jogo e as funções não estão claras”, comenta Fabiana.

Para a designer é muito importante ter as funções e responsabilidades definidas: “Precisamos entender que cada indivíduo dessa relação tem dons, talentos e aptidões diferentes, então devemos nos aplicar onde temos domínio, e deixar claro, combinar, negociar e testar o que cada um deve fazer. Lembrando que sempre é importante revalidar para saber se tudo está funcionando bem, se todos estão felizes e se o negócio está caminhando como esperado”, salienta.

Outra regra fundamental é saber separar as contas pessoais das da empresa, já que na maioria das vezes a fonte de renda é a mesma para o casal. Uma coisa é certa nessa matemática dos negócios, as contas nunca devem e nunca podem se misturar. No entanto, muitos empresários, pequenos e médios empreendedores e outras empresas familiares deixam isso se confundir e certamente cometem o maior erro para o seu negócio.

Ivan, que além de diretor de relacionamento também está à frente da administração da #opend, lembra que quando começaram o negócio tiveram que calcular o ponto de equilíbrio do casal para saber o quanto necessitariam de dinheiro para a cobertura das contas pessoais, para estabelecer um pró-labore, ou salário pelo trabalho, além de atribuir os custos globais da empresa. Partindo desse princípio somaram a necessidade de pró-labore, aplicaram os impostos e descobriram o ponto de equilíbrio da empresa.

“O primeiro passo é ter isso claro, depois definir a necessidade de reinvestimento no negócio, como, por exemplo, investir em máquinas, pessoas, processos, entre outros, para conseguir definir lucro e saber o quanto deste lucro vai ser do casal e o quanto deste lucro vai ser reservado para uma segurança da empresa, como capital de giro, ou mesmo cobertura em caso de meses negativos”, comenta o administrador.

Entre tantos outros fatores relevantes, um dos principais segredos do sucesso da relação comercial entre casais é combinar e definir bem as regras antes mesmo da sociedade começar. O casal precisa ter em mente que uma relação comercial é o estabelecimento de algo novo para os indivíduos numa relação que já existe e por isso exige extremo cuidado e planejamento.

Estamos diante de um caso de sucesso entre esse tipo de relação. Para os sócios da Opend, sucesso foi ter conseguido passar por estas etapas juntos, ter planejado a empresa, feito ajustes de rota, estabelecido as regras do jogo e, sem dúvidas, isso pode ser considerado um triunfo.

Outro fator de êxito que devemos destacar é que o casal consegue manter uma relação íntegra e, apesar dos desgastes profissionais, jamais deixaram de olhar um para o outro e saber que existe amor envolvido.

Para finalizar, Ivan destaca que o maior resultado de sucesso do negócio da Opend é poder dizer que todos os projetos que fizeram existiram graças à boa relação do casal e à participação deles em conjunto com o cliente. “O cliente percebe a importância de ser atendido pelos sócios e percebem também quando os sócios estão envolvidos nos processos que fazem parte do trabalho”.

opend [estratégia e design] sob medida para você!

Autor: opend [estratégia e design] sob medida para você!

opend é uma agência que faz branding [estratégia e design] sob medida para você! Sim, somos pequenos; e, sim, entregamos como os grandes. Para nós, empresas são indivíduos, nosso trato é humano e nosso atendimento é um relacionamento.