O briefing nosso de cada dia! 7 dicas básicas de com fazer

21 de setembro de 2017 - opend [ estratégia e design ] sob medida para você!

Todos os dias na agência nos deparamos com problemas de entendimento entre qual a necessidade do cliente e o que realmente devemos fazer. Isso acontece, na maioria das vezes, por falta de entrega, por parte do cliente, de um briefing detalhado e preciso antes de iniciar um projeto.

A falta do briefing pode comprometer a entrega e até mesmo a qualidade do material.

Portanto, perder algumas horas com um briefing pode ajudar e muito no momento da entrega do que foi solicitado.  Além disso, ele garante que você irá receber o material mais dentro do que precisava, no prazo certo, com menos refações e mais assertividade como um todo.

  • Clareza nas informações é sinônimo de eficiência, de ambos os lados. Nunca se esqueça disso!

Contudo, não entregar um briefing correto, ou nem entregar um briefing passou a ser comum por parte de profissionais de marketing de algumas empresas. Estão pulando etapas importantíssimas na garantia do rendimento do trabalho, e agindo dessa forma, eles esquecem de algumas das regras básicas a cerca da profissão que escolheram para seguir.

Imagine se um profissional de design esquecesse ou não soubesse como, por exemplo, vetorizar uma logo? Estamos falando de tarefas básicas na rotina de um profissional de design, da mesma forma que o briefing é fundamental para quem trabalho na área de marketing.


Leia mais… “O briefing nosso de cada dia! 7 dicas básicas de com fazer”

Como deixar seu cliente 100% satisfeito usando um bom briefing

23 de maio de 2017 - opend [ estratégia e design ] sob medida para você!

Em sua viagem de férias, você decidiu cair na estrada sozinho. O plano era dirigir até o litoral e acampar na praia por alguns dias e depois seguir. Porém, a estrada que você é familiarizado está interditada e outro caminho precisa ser feito. Por não conhecer as redondezas, você prefere adquirir um mapa rodoviário que está exposto na banca, entre vários formatos, tamanhos e cores. Ao perguntar para o vendedor qual deles seria o melhor, a resposta é simples: o mapa mais detalhado o levará ao seu destino sem o risco de se perder.

Na hora de desenvolver qualquer trabalho, a função de um briefing se assemelha a de um mapa. Ele é uma ferramenta super importante, com dados essenciais para saber como e onde se quer chegar. Informações como: quem é seu público, seu concorrente, como está o seu mercado ou qualquer pergunta importante para o processo de criação, é o que vai trazer os resultados esperados e ajudar no desenvolvimento da campanha, de forma prática.

​”Saber onde se quer chegar, com quem se quer comunicar, conhecer seus adversários, entender o que me torna diferente são armas importantes de venda, logo, para qualquer projeto o briefing é essencial pois sem esse direcionamento fica impossível dar um tiro certeiro”, comenta a Diretora de Arte da Opend, Fabiana Batista.

Acertando na elaboração de um briefing

Ainda de acordo com Fabiana, o briefing deve ser visto como item chave para o planejamento e precisa ser elaborado antes do início de qualquer projeto de criação. Além disso, ele será o norte em todo o processo de desenvolvimento.

Outro elemento importante é conhecer a fundo com quem você irá trabalhar e o cenário em que atua. Tendo isso em mente, recolha o máximo de informações. Qual é a missão, valores, público-alvo, produtos e concorrentes são algumas das perguntas que não podem faltar no seu briefing. A partir do perfil de cada um e de acordo com o contexto, as perguntas podem e devem variar.

Chegou a hora de conhecer o trabalho que seu cliente quer que seja criado e tentar organizar as ideias de forma prática. Fique atento aos detalhes. Eles podem fazer uma diferença gigantesca para o time ou pessoa que vai executá-lo. Entender por quais motivos a demanda apareceu, é um pontapé inicial que ampliará a visão do projeto. Por consequência, o objetivo final esperado pelo cliente poderá ser analisado de maneira nítida facilitando a criação e execução da tarefa.

As plataformas de veiculação irão definir os objetos de criação. Aqui existe um mundo de possibilidades. Entender o que o cliente busca em cada plataforma é a melhor forma de desenvolver um produto mais próximo de chamar a atenção público-alvo. Conheça também, o histórico do cliente nas mesmas plataformas. Se já foi feito algo similar antes e quais foram os resultados.

Por fim, os prazos. Desenvolva um cronograma de acordo com o tempo e recursos disponíveis, respeitando os processos e etapas de produção. Uma boa sugestão tentar prever as dificuldades e antecipar resoluções para não influenciar a agenda final. Se preciso, acrescente informações que você acha relevante ou que o cliente sugerir.

Mas preciso mesmo fazer um briefing?

O briefing não é obrigatório, mas aumenta muito a probabilidade de resultados satisfatórios, pois atua como facilitador na execução do trabalho. E uma última dica: o briefing pode ser um material a mais para o cliente conhecer melhor o seu próprio negócio. Dedique-se nesse processo, ouça seu cliente e se familiarize com ele.

Aqui na Opend – estratégia e design sob medida pra você – o seu briefing se torna realidade. Somos especialistas em transformar ideias e objetivos em soluções concretas para o seu negócio. Que tal bater um papo com a gente? Entre em contato conosco.